Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Anlise da implementao da metodologia de inspeo baseada em risco em equipamentos estticos em uma planta qumica


Vitor Del Duca; Silas Derenzo


Resumo:

A inspeção em equipamentos estáticos vem ganhando destaque no cenário industrial nacional e internacional. Tendo o objetivo de se garantir a integridade física dos ativos, reduzir o risco de incidentes e acidentes que podem levar a perdas financeiras e de vidas devido a falhas na gestão e controle da integridade/corrosão. No Brasil, a norma regulamentadora NR-13 (MT ,2017) define a frequência de inspeção dos equipamentos pressurizados estáticos, porém ela não aborda temas como a gestão de riscos dos equipamentos. O estudo, aplica a metodologia de inspeção baseada em risco (IBR) baseada na norma API-580 (API(a), 2016), de forma complementar à NR-13, e padrões corporativos de inspeção aos equipamentos não enquadrados na NR-13. Avaliando- -se o nível de risco a que os equipamentos estão suscetíveis, e verificando suas estratégias de inspeções de acordo com os potenciais mecanismos de danos a que estão suscetíveis. No estudo, foram selecionados cinco equipamentos, entre vasos, tanques e tubulação. A metodologia avaliou as consequências que uma falha pode ter aos trabalhadores, sociedade e meio ambiente e bem como as consequências econômicas decorrentes de uma parada operacional não programada da unidade de processos. Como resultado, concluiu-se que vasos de pressão devem seguir a frequência de inspeção já definida pela NR13, porém com a atualização do escopo das técnicas de inspeção, mais aderente a detecção dos mecanismos de danos suscetíveis. Os tanques atmosféricos e a tubulação, tiveram diferentes classificações de riscos, com a possibilidade de modificação da estratégia de inspeção mais aderente aos mecanismos de danos e um aumento dos intervalos de inspeções de pelo menos 25%, quando comparado aos praticados antes da análise.

Referência:
DEL DUCA, Vitor; DERENZO, Silas. Análise da implementação da metodologia de inspeção baseada em risco em equipamentos estáticos em uma planta química. Revista IPT, Tecnologia e Inovação, v.4, n.15, p.2-30, dez., 2020.

Acesso ao artigo no site do Periódico:
http://revista.ipt.br/index.php/revistaIPT/article/view/123/134 

 
Mais sobre esta unidade
 
Contatos
  • Central de Relacionamento com o Cliente
  • ipt@ipt.br
    Tel.: (11) 3767-4000