Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Avaliao da lixiviao de HCH em amostas indeformadas de resduos


Fernanda Peixoto Mano; Letcia dos Santos Macedo; Cludia Echevengu Teixeira; Fernando A.M. Marinho


Resumo:

O presente trabalho visou o estudo da mobilidade de isômeros do pesticida organoclorado hexaclorociclohexano (HCH) em resíduos por meio de ensaios de lixiviação. Estes resíduos são constituídos por material de dragagem contaminados por HCH. As amostras foram coletado em uma célula de contenção do resíduo Classe I localizada em Santo André-SP. A partir do conteúdo coletado com dois amostradores Shelby foram moldados cinco corpos de prova. O ensaio de lixiviação foi realizado em cinco corpos de prova cilindricos, tomando-se como base a norma ASTM D5084-03, percolando água deionizada de forma ascendente em permeâmetro de parede flexível. Os efluentes resultantes dos cinco corpos de prova foram coletados e analisados a cada 1,5 litros, durante, aproximadamente, 12 meses de ensaio. Os resultados demonstraram que o resíduo coletado contém uma matriz argilosa e pouco permeável, com condutividade hidráulica variando entre 10-7 a 10-9 m/s. Este estudo também demonstrou que os isômeros de HCH apresentam baixa mobilidade durante a percolação de água deionizada. Observou ainda que a mobilidade observada foi devida a solulubilidade e carreamento. Apesar da baixa mobilidade as concentrações obtidas na maioria dos efluentes foram suficientes para ultrapassar os limites estipulados pela legislação brasileira para água subterrânea.


Referência:
MANÉO, Fernanda Peixoto; MONDELLI, Giulliana; MACEDO, Letícia dos Santos; TEIXEIRA, Cláudia Echevenguá; MARINHO, Fernando A.M. Avaliação da lixiviação de HCH em amostras indeformadas de resíduo. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MECÂNICA DOS SOLOS E ENGENHARIA GEOTÉCNICA, 17., 2014,Goiânia. Anais... 8 p.

 
Mais sobre esta unidade
 
Contatos
  • Central de Relacionamento com o Cliente
  • ipt@ipt.br
    Tel.: (11) 3767-4000