Segmentos de mercado

Pgina inicial do IPT   >   Publicaes   >  Artigos Tcnicos

compartilhe

Avaliao do desempenho de barreiras flutuantes para proteo de captaes de gua superficial


Joo Vitor Moreno Gaiotte; Rafael de Oliveira Tiezzi; Caio Pompeu Cavalhieri; Rafael Brito de Moura; Diego de Souza Sardinha


Resumo:

Cortinas de redução de turbidez foram idealizadas para conter plumas de turbidez em corpos d’água, tais problemas associados a processos erosivos causam em estações de tratamento um elevado custo com produtos químicos e uma grande geração de lodo, problema que se destaca negativamente no que tange a gestão ambiental de ETAs. Assim, sabendo da importância em se controlar a qualidade da água bruta captada por estações de tratamento de água e do papel importante dos geotêxteis como medida de controle o presente estudo avaliou o desempenho de mantas geotêxtil não-tecidos como barreiras de remoção de turbidez. Os testes foram direcionados afim de se obter avaliações, características e padrões sobre a remoção de turbidez de acordo com a faixa granulométrica e sobre os efeitos gerados pela colmatação e cegamento exercidos pelo sedimento ao longo do tempo de testes. O tipo de geotêxtil colocado em teste não ofereceu limitações quanto as faixas granulométricas analisadas obtendo valores de redução de turbidez para todas as faixas acima de 89%, porem efeitos como o aumento da perda de carga e o depósito de sedimento podem ocorrer e limitar o tempo de uso dessa pratica. Fica então ainda mais evidente a importância da avaliação de todos os parâmetros envolvidos na forma de gráficos e modelos matemáticos visando a aproximação dos resultados com o que será obtido em situações reais de uso.


Referência:
GAIOTTE, João Vitor Moreno; TIEZZI, Rafael de Oliveira; CAVALHIERI, Caio Pompeu; MOURA, Rafael Brito de. Avaliação do desempenho de barreiras flutuantes para proteção de captações de água superficial. In: EXPOSIÇÃO DE EXPERIÊNCIAS MUNICIPAIS EM SANEAMENTO, 19., ASSEMBLÉIA NACIONAL DA ASSEMAE, 45., 2015, Poços de Caldas. Trabalho apresentado. 15 p.